Você sabe o que é a digitalização da tecnologia de refrigeração?

O mercado de frigoríficos está se atualizando com as principais tendências do setor

O primeiro sistema de refrigeração artificial foi construído em 1834. Antes de sua invenção, a única maneira do armazenamento frio eram as chamadas “casas de gelo”, usadas em mercados antigos em várias formas desde 1700 A.C. A invenção subsequente e a adoção generalizada da geladeira não foi nada menos que uma revolução, formando a base para o que é agora uma das cadeias de suprimentos mais sofisticadas já concebidas: a cadeia do frio. Sua próxima fase, a digitalização, já está provando ser a jogada mais transformadora para a indústria.

A digitalização colocou o mundo à beira de uma mudança de paradigma tecnológica que está impactando a maneira como vivemos, trabalhamos e socializamos. A evidência está à nossa volta, desde carros até softwares descobrindo novos remédios. A escala, o escopo e a complexidade dessa transformação são definidos para ter um impacto convincente na cadeia do frio.

Os frigoríficos tornaram-se uma parte tão onipresente e integral das nossas vidas, desde a gestão da temperatura do produto até ao armazenamento a frio de medicamentos que salvam vidas. Se eles param de funcionar, a cadeia se rompe. Se você é responsável por gerenciar muitos frigoríficos – no caso de grandes varejistas, centenas de milhares deles – este é um processo caro. Equipes centralizadas e sobre trabalhadas de engenheiros de manutenção têm que gerenciar um dilúvio de alertas com absolutamente nenhuma maneira de priorizar. Inevitavelmente, isso leva a falhas como gelo derretido e estoque irreparavelmente danificado. Acrescente isso ao longo de muitos milhares de frigoríficos defeituosos e você está perdendo um monte de comida. Mesmo depois que uma falha é identificada, o engenheiro chamado para avaliar o problema pode exigir várias visitas, a fim de identificar e, em seguida, resolver o problema.

Os benefícios da digitalização

A digitalização permite que a indústria se afaste da manutenção manual e do consumo de energia ineficiente para uma infraestrutura mais inteligente com ordens de trabalho automatizadas e menor demanda de energia. Conectando sistemas de refrigeração a uma plataforma de Internet das coisas (IoT), centenas de milhares de pontos de dados podem ser monitorados e gerenciados em tempo real, levando a uma vasta gama de insights acionáveis que priorizam os problemas com as mais impactante consequências, seja no cliente, nas receitas ou no consumo de energia. Com a solução de IoT certa, a digitalização pode agora ser usada para integrar dispositivos legados na plataforma, permitindo uma transição mais simples e mais econômica para o armazenamento a frio digitalizado.

Os sistemas agora podem detectar automaticamente falhas e alertar os engenheiros rapidamente usando dados de eficiência de desempenho em tempo real e sistemas integrados de despacho. A digitalização do sistema pode levar a reduções nas chamadas de manutenção reativa, reduções nos custos gerais e melhoria significativa da disponibilidade, eficiência energética e desempenho dos ativos. Os efeitos disso são enormes para a cadeia do frio, não apenas impedindo que o estoque sensível seja afetado pelo tempo de inatividade do sistema, mas realmente melhorando a qualidade e a vida útil dos alimentos por meio da otimização da temperatura. A digitalização da refrigeração pode levar a uma redução de 49% na perda de estoque refrigerado.

A refrigeração está passando por nada menos que uma revolução. Assim como no século XIX, quando o dispositivo de refrigeração artificial foi inventado pela primeira vez, a digitalização revisa completamente a forma como utilizamos o armazenamento a frio. Da diminuição dos custos de manutenção e do uso mais eficiente de energia para o aumento da vida útil e a experiência aprimorada do cliente, a cadeia do frio está indo para o digital.

Acabamos de encerrar a 21ª edição da Febrava com muitos negócios realizados e conhecimentos compartilhados. O próximo evento acontece daqui dois anos, mas continue nos acompanhando para conferir as novidades do setor que podem te ajudar a renovar seus negócios, se atualizar e conhecer as principais tendências.

Assine a newsletter da Febrava!

Facebook Comments Box