Setor ofereceu respostas rápidas e eficientes para a pandemia

Conteúdo publicado originalmente no Portal Engenharia e Arquitetura

Setor ofereceu respostas rápidas e eficientes para a pandemia
Foto reprodução

De conjunto, e mundialmente, o setor do AVAC-R reagiu bem às exigências apresentadas pela sociedade para restringir a infecção provocada pelo Sars-CoV-2. Entidades como a estadunidense ASHRAE ou a europeia RHEVA rapidamente apresentaram suas recomendações para a manutenção das mínimas condições de qualidade do ar de interiores. A Abrava tampouco tardou a oferecer respostas através de seus vários departamentos, como o de Projetistas e Consultores, DNPC, Qualindoor, de Tratamento da Água, entre outros. Foram elaboradas Recomendações Normativas, realizados dezenas de webinários e profícua troca de experiências com todas as entidades nacionais e internacionais. Não foram poucas as empresas brasileiras que engajaram-se no esforço público, oferecendo equipamentos e soluções, caso da Tosi, Multivac Ventilação, Ecoquest e Midea Carrier.

“O mercado respondeu muito rápido ao que foi exigido durante a pandemia. De fabricantes a projetistas, todos se prontificaram a passar conteúdo via web e lives para o melhor entendimento de processos e aplicações dos produtos. Durante o ano notamos uma preocupação no cliente final sobre qualidade do ar. Isso é ótimo pra toda a cadeia do AVAC-R , desde a aceitação de um excelente projeto até o entendimento da manutenção preventiva. Durante esse período a Tosi prestou assistência em produtos, tanto chillers para hospitais, onde o retrofit tinha impedimento pelo tamanho para entrar nas salas já existentes, até os inúmeros produtos como caixa de ventilação com filtragem HEPA, fancoletes hospitalares, entre outros. Na região que estamos, Cabreuva, doamos para as UPAs produtos para renovação do ar nas salas de atendimento e isolamento para infectados pela covid”, diz Patrice Tosi, diretora da empresa.

Leia também:

É meritório todo este esforço do setor. Afinal, o mundo não estava preparado para o enfretamento de um evento com tão grandiosas proporções, em que pese os alertas de especialistas ao longo dos últimos anos. “Desta forma, o foco e a velocidade de reação foram as principais armas para o enfrentamento. O setor de AVAC-R vem há muitos anos ressaltando a importância da qualidade do ar nos ambientes internos. Mas com esta pandemia global, o impacto do setor na vida das pessoas foi colocado em foco, o que obrigou a todos explorarem, analisarem e proporem soluções que protegessem a vida dos seus usuários. Foi dada uma maior atenção a esta disciplina, fazendo com que estudos fossem aprofundados e ações importantes fossem tomadas para mitigar os riscos em ambientes internos. O resultado será uma maior aderência na utilização de tecnologias e soluções existentes, assim como o surgimento de novas soluções tecnologicas que se somarão aos sistemas para melhorar a performance, a qualidade do ar e aumentar a proteção dos usuários”, acredita Wagner Rafael de Moura, coordenador de conhecimento e relacionamento da Mercato Automação.

Esta é uma curadoria de conteúdo da RX Brasil sobre as respostas do setor AVAC-R diante da pandemia de Covid-19. Para continuar lendo, acesse o Portal Engenharia e Arquitetura.

Facebook Comments Box