Água de reuso como alternativa de make-up para torres de arrefecimento

Conteúdo publicado originalmente pela Abrava

Água de reuso como alternativa de make-up para torres de arrefecimento
Foto: Ivan Bandura (Unsplash)

A constante preocupação com a qualidade de vida da população, o real entendimento da necessidade de preservação de água para consumo nobre, tendo em vista que a mesma é um recurso natural limitado e imprescindível à vida.

Neste cenário, questões sobre a conservação e preservação dos recursos hídricos têm sido foco de estudos na busca de alternativas para uma melhor utilização dos recursos naturais. Segundo o Centro Internacional de Referência em Reuso da Água (CIRRA) para abastecer a região metropolitana de São Paulo são necessários 70 mil litros de água tratada por segundo, destes, 80% é destinado ao esgoto após o uso. Ou seja, são 56 mil litros de água por segundo sendo transformada em esgoto.

Sabemos que o consumo de água pela indústria é cerca de três vezes maior que o utilizado pelo consumo doméstico (CIRRA), neste contexto, o consumo sustentável dos recursos hídricos pelo setor industrial, as tecnologias de aproveitamento de água são soluções sustentáveis que contribuem para uso racional da água, proporcionando a conservação dos recursos hídricos para as futuras gerações, desta forma, a reutilização da água na indústria se mostrou uma prática extremamente vantajosa já que além de reduzir o impacto ao meio ambiente reduz os custos.

Leia também: AVAC-R: expectativas de crescimento para o setor

A agenda 21 (1994), dedicou importância especial ao reuso, recomendando aos países participantes da ECO 92, a implementação de políticas de gestão dirigidas para o uso e reciclagem de efluentes integrando proteção da saúde pública de grupos de risco, com práticas ambientais.

Segundo a agência Brasil, o consumo médio de água no Brasil, envolvendo o setor comercial, residencial, público e industrial, está estabilizado na faixa de 150 litros por habitante/dia. Em 2007, o consumo per capita foi 149,6 litros diários, subiu em 2008 para 151,2 litros e baixou em 2009 para 148,5 litros, de acordo com pesquisa divulgada pelo Sistema Nacional de Informações sobre o Saneamento (SNIS).

Esta é uma curadoria de conteúdo da RX Brasil sobre água de reuso nos sistemas de refrigeração. Para continuar lendo o artigo, acesse o site da Abrava.

Facebook Comments Box